Bandeira de Milwaukee, nos EUA, ganha símbolo LGBT no mês do orgulho

0
55
De acordo com Hansen a resposta do público foi ótima:
De acordo com Hansen a resposta do público foi ótima: "Nós não tivemos um único comentário negativo", e completou: "A resposta foi alegre. As pessoas realmente pensam que é divertido."

A cidade de Milwaukee realizou seu desfile anual do orgulho LGBT em 11 de junho. Os manifestantes apareceram com todo o aparato usual de penas, balões e, claro, bandeiras de arco-íris, mas uma nova bandeira também apareceu este ano, e tem recebido sua cota de atenção. Na verdade, a bandeira realmente antiga – a do estado de Wisconsin, mais precisamente, ganhou um toque novo. Isso porque o mineiro e o marinheiro que apoiam o escudo do Estado foram mostrados de costas, o reverso até então desconhecido da bandeira e que mostra que os homens estão, na verdade, de mãos dadas.

Claro, isso não é o que fundadores do estado tinham em mente quando elaboraram o logotipo há 169 anos. Mas, como aconteceu, é o que ficou na mente de Sean Burns. Ele é o diretor criativo executivo do escritório de publicidade da VML da Chicago e projetou a versão gay da bandeira para a ACLU de Wisconsin. Burns, nascido em Wisconsin, tinha a bandeira estatal em sua parede há anos. E todos os dias, ele pensava distraidamente nesse mineiro e marinheiro. Então, um dia, ele disse, apenas o atingiu: “Não seria legal se eles fossem gays e de mãos dadas atrás do escudo?”

Burns também foi membro de longa data da ACLU. Ele sabia que a organização participava dos desfiles do orgulho gay em seu estado natal, então decidiu oferecer sua bandeira gay ao estado de Wisconsin. Foi assim que Kristin Hansen, diretora de desenvolvimento da ACLU de Wisconsin conheceu o projeto. “Nós simplesmente adoramos”, disse Hansen. “Foi um pouco audacioso e irreverente”.

Curiosamente, Hansen estava preocupada que “a nova bandeira” do estado talvez não fosse legal, temores que foram atenuados quando o diretor do escritório da ACLU deu luz verde a produção. Com uma assistência da VML, Hansen criou centenas de bandeiras de 3 por 5 polegadas e as enviou para Milwaukee.

A equipe de Hansen deu as bandeiras no desfile e planeja fazer o mesmo no Madison, Wisconsin, em agosto. Seus funcionários foram para Milwaukee vestindo as camisetas estampadas, que foram tão populares que Hansen está pensando na ideia de vendê-las ao público.

De acordo com Hansen a resposta do público foi ótima: “Nós não tivemos um único comentário negativo”, e completou: “A resposta foi alegre. As pessoas realmente pensam que é divertido.”

Fonte: Adnews

Responda