Levantamento

Homossexuais e bissexuais declarados representam 1,9% da população do Brasil

3,6 milhões de pessoas preferiram não responder

(Ilustrativa)
(Ilustrativa)

O IBGE divulgou o primeiro levantamento sobre homossexuais e bissexuais no Brasil. Conforme catalogado, 2,9 milhões de pessoas se declararam homossexuais ou bissexuais, o que representa 1,9% da população.

3,6 milhões de pessoas preferiram não responder e 1,7 milhão disseram não saber qual é a sua orientação sexual.

Em alguns domicílios, às vezes os pais de jovens não deixam a pessoa sozinha para responder o questionário. Então, em algumas situações não foi possível essa privacidade, e a gente entende que pode estar subestimado, sim”, avalia Maria Lúcia, coordenadora da Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE.

A Pesquisa Nacional de Saúde divulgada nesta quarta-feira (25) se baseia em dados coletados em 2019. 

  • 94,8% da população brasileira adulta se autoidentifica como heterossexual;
  • É maior a proporção de homens (1,4%) que de mulheres (0,9%) autodeclarados homossexuais;
  • Já as mulheres têm maior proporção (0,8%) que os homens (0,5%) entre os bissexuais;
  • A autoidentificação homossexual ou bissexual é maior entre quem tem nível superior (3,2%) e maior renda (3,5%);
  • Proporção das respostas “não sabe” ou “recusou-se a responder” foi maior entre aqueles com menor nível de instrução;
  • É ligeiramente menor a proporção de homossexuais e bissexuais entre os brancos (1,8%) que entre os pretos (1,9%) e pardos (1,9%);
  • O grupo de 18 e 29 anos apresenta a maior proporção de autodeclarados homossexuais ou bissexuais (4,8%)
  • A faixa etária mais jovem também soma a maior proporção de pessoas que não souberam ou não quiseram responder (5,3%) à questão.
  • Os dados são compatíveis com os de países que fizeram pesquisa com metodologia semelhante;